SAPEC AGRO BUSINESS CONVIDADA A PARTILHAR A SUA EXPERIÊNCIA NAS BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

No passado dia 7 de Dezembro realizou-se na Caparica um Seminário sobre o tema “Princípios das Boas Práticas de Laboratório da OCDE”, evento organizado pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ) e realizado no auditório deste organismo.

Para falar do âmbito de aplicação das Boas Práticas de Laboratório, BPL , para além das apresentações do IPQ e Infarmed, foram convidados representantes da indústria fitofarmacêutica e farmacêutica.

Em nome da Sapec Agro Business,  como representante da industria fitofarmacêutica, esteve presente a Drª Helena Figueiredo, que exerce funções de Administração das Instalações de Ensaio no âmbito das Boas Práticas de Laboratório e é responsável pelo Serviço de Estudos de Resíduos e Toxicologia, no qual se inserem três das unidades BPL da empresa, o Laboratório de Resíduos, a Unidade de Ensaios de Resíduos e o Laboratório de Microbiologia e Biologia Celular.

O reconhecimento da prática de acordo com as BPL é um processo obrigatório para qualquer unidade que produza dados que dão suporte ao registo de produtos fitofarmacêuticos. Estes dados são produzidos para avaliar a segurança dos produtos fitofarmacêuticos para a saúde pública, para os animais e ainda para o ambiente, sendo a certificação nas BPL, o sistema da qualidade que define de que forma os estudos devem ser planeados, organizados, conduzidos, os dados registados, reportados e arquivados para garantir qualidade, integridade, veracidade e segurança dos dados produzidos.

“A Sapec Agro Business empresa em Portugal que detém esta certificação há mais tempo, tem quatro áreas com o reconhecimento BPL, o Laboratório Físico-Químico, o Laboratório de Resíduos, a Unidade de Ensaios de Resíduos e o Laboratório de Microbiologia e Biologia Celular. A nossa caminhada iniciou em 2003 com ensaios de equivalência para os produtos técnicos e tem sido alargada a todas as áreas de conhecimento acima mencionadas. Este processo tem sido gradual, com formação contínua das equipas e acompanhamento do estado de arte inerente a cada área técnico-científica. Esta foi sem dúvida uma aposta ganha em que o investimento feito contribui para a independência e sucesso da nossa empresa” afirma a Drª Helena Figueiredo, representante da Sapec Agro Business no Seminário organizado pelo IPQ.